Enquete

Qual seu candidato para governar o Estado de São Paulo nos próximos 4 anos?

Edson Dorta (PCO – 29)

João Doria (PSDB -45)

Luiz Marinho (PT – 13)

Major Costa e Silva (DC – 27)

Marcelo Candido (PDT -12)

Marcio França (PSC – 40)

Paulo Skaf (MDB – 15)

Prof. Claudio Fernando (PMN – 33)

Profª Lisete (PSOL – 50)

Rodrigo Tavares (PRTB – 28)

Rogerio Chequer (NOVO – 30)

 

Ataque ao Facebook: saiba se você foi hackeado e entenda tudo sobre o caso (30/09/2018)

  • Veja qual é a vulnerabilidade de segurança e se você pode ter sido afetado
    Por Taysa Coelho, Para o TechTudo

    O Facebook comunicou em 28 de setembro uma falha de segurança que atinge quase 50 milhões de usuários. O TechTudo explica a seguir no que consiste essa vulnerabilidade do código da plataforma — que afeta o recurso "Ver como" —, quem pode ter sido vítima do golpe e como proteger as contas da rede social. Entenda ainda as medidas tomadas pela rede social para solucionar a situação e evitar que outras pessoas tenham os dados expostos a ciberataques semelhantes. Confira a lista a seguir.
    O recurso "Ver como" ("Views as", em inglês) permite aos donos verem seu próprio perfil como se fosse um usuário diferente. Na versão web, a função pode ser encontrada no botão com ícone de três pontinhos, situado ao lado da opção de "Registro de atividade". Já no app, é o primeiro ícone exibido quando a pessoa acessa a própria página.
    O que é um token de acesso?
    De acordo com o Facebook, os invasores tiveram acesso ao token de 50 milhões de perfis. O token é um recurso que mantém os usuários conectados em sua contas e permitem retornar ao Facebook sem a necessidade de inserir sempre os dados de login. Caso os hackers tenham acesso a eles, também têm às contas associadas e podem desde ver dados pessoais até assumir o controle da conta.

    Como saber quem foi afetado?
    Uma das medidas de segurança tomadas pelo Facebook foi reiniciar os tokens dos 50 milhões de contas atingidas pelo problema. Dessa forma, essas pessoas foram deslogadas da rede social na manhã da última sexta-feira (28) e precisaram inserir os dados de acesso ao entrar na rede social em todas as plataformas, mesmo naquelas em que as informações já estavam salvas.

    Caso essa situação tenha ocorrido com você, é possível que seu perfil sido afetado. Ou então, você foi umas das 40 milhões de pessoas que acessaram a função "Visualizar meu perfil" no último ano. Essas contas foram desconectados como uma medida de segurança preventiva. De qualquer modo, o CEO do Facebook Mark Zuckerberg afirmou em um post na rede social que o serviço irá notificar as vítimas da falha por meio de uma mensagem, recebida topo do feed de notícias, com explicações sobre o caso.

    O que o Facebook está fazendo depois do ataque?
    De acordo com Zuckerberg, a primeira medida tomada foi corrigir a vulnerabilidade de segurança presente no código da função "ver como", seguida da invalidação dos tokens de acesso das quase 90 milhões de pessoas. A companhia também adotou ações em caráter preventivo, como tirar o recurso "Visualizar meu perfil" do ar temporariamente, com o intuito de aprofundar as investigações e verificar se não há outra falha. Além disso, desconectaram as contas de todos que um dia usaram a funcionalidade, lançada em 2017.
    Preciso trocar minha senha?
    O vice-presidente de Gerenciamento de Produtos do Facebook, Guy Rosen, garante que não há necessidade de mudar a senha. No entanto, essa pode ser uma boa medida precaução, principalmente depois dos últimos escândalos do Facebook em relação à segurança de dados dos usuários. Ele também sugere que pessoas com dificuldades para entrar na conta façam contato com a Central de Ajuda e, caso optem por se deslogar como medida de precaução, confiram os dispositivos conectados à sua conta na página de Segurança e Login, presente nas configurações da rede social.

    Via Facebook Newsroom

    http://www.techtudo.com.br/videos/v/como-apagar-seu-historico-de-pesquisas-no-facebook/6259551/

Copyright © SINDFESP - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por E-Assis