Enquete

Qual é sua avaliação do Governo do Estado com os funcionários públicos?

Otimo

Bom

Regular

Péssimo

 

Golpe da prova de vida do INSS furta dados pelo WhatsApp (31/03/2021)

  • Órgão alerta segurado para não fornecer números e fotos de documentos

     

    Clayton Castelani

    SÃO PAULO

     

    Aposentados e pensionistas estão recebendo mensagens via WhatsApp de golpistas interessados em obter números de documentos e outras informações pessoais que possam ser utilizadas em fraudes financeiras, segundo alerta feito pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

     

    Em uma nova modalidade de golpe, que ganha força com o aumento da necessidade de utilização de meios digitais para acessar serviços públicos durante a pandemia de Covid-19, falsários usam o aplicativo para pedir que os beneficiários façam a prova de vida anual.

     

    Para aplicar o golpe, o criminoso liga para a vítima e, em alguns casos, até informa alguns dados pessoais do aposentado ou pensionista. Depois, ele envia uma mensagem, por WhatsApp, pedindo para que a vítima mande fotos de documentos para, supostamente, finalizar o cadastro.

     

    O INSS não faz contato por telefone e nem por WhatsApp para procedimento de prova de vida.

    A obrigatoriedade da realização da prova de vida está temporariamente suspensa e os cortes de benefícios por falta da renovação de senha só estão previstos para serem retomados em maio.

     

    Existe, porém, um projeto-piloto do INSS para a realização da fé de vida por meio da internet, mas a verdadeira prova de vida online só pode ser feita pelo programa “meu gov.br”, disponível nas lojas oficiais de aplicativos para sistemas Android e IOS.

     

    A prova de vida presencial, realizada na agência bancária em que o segurado recebe o benefício, não está proibida. Devido ao risco de contaminação pelo coronavírus, porém, bancos funcionam com horários restritos e a orientação é para que a população só saia de casa quando necessário.

     

    Comunicação com o INSS

    O INSS entra em contato com o cidadão em situações específicas e para informar a respeito de procedimentos, andamento de requerimentos ou realizar reagendamentos, e não pede informações pessoais ou senhas.

     

    O segurado pode receber um email, um SMS, uma carta ou ligação do INSS, sempre por meio dos canais oficiais de atendimento: Meu INSS, central de atendimento 135, ou SMS identificado como 280-41.

     

    Somente quando o segurado entra em contato com o INSS, o atendente ou o sistema eletrônico solicita informações como CPF e nome da mãe para confirmação da identidade.

     

    Contato do INSS | Como funciona

    Golpistas estão usando o WhatsApp para pedir dados de beneficiários do INSS

    Os criminosos mentem ao dizer que as informações são para a prova de vida

    O INSS não liga ou manda mensagem por WhatsApp para esse procedimento

    Entenda como funciona:

     

    O golpista liga para o segurado do INSS

    Na ligação, se fazendo passar por funcionário, o falsário diz todos os dados do aposentado, com muita segurança

    Depois, uma mensagem por WhatsApp é enviada, pedindo que o aposentado mande a foto de um documento para finalizar a "prova de vida"

    Se fizer isso, o cidadão poderá ser vítima de fraudes

    Fique atento

     

    Ao fazer contato com um cidadão, o INSS não solicita qualquer informação, como CPF, nome da mãe ou senhas

    Quando o INSS faz contato?

     

    O INSS entra em contato em situações específicas para:

    Avisar sobre o andamento de um pedido ou procedimento

    Reagendar a data de um atendimento em uma agência

    Canais oficiais

    O segurado pode, de fato, receber um email, um SMS, uma carta e até uma ligação do INSS. Esses contatos só ocorrem por meio dos canais oficiais para atendimento ao público, que são:

     

    Meu INSS > Aplicativo oficial do INSS ou pelos sites gov.br/meuinss e meu.inss.gov.br

    Central de Atendimento 135 > O funcionário não pede senha ou dados pessoais

    SMS > A mensagem de texto enviada para o celular é identificada como 280-41

    Carta e email

    O segurado também pode ser contatado por meio das informações fornecidas em seu cadastro, como email e correspondências para o endereço residencial

     

    Atualize seus dados

     

    Para receber informações oficiais, o cidadão deve manter atualizado o seu cadastro no INSS

    A atualização pode ser feita pelo Meu INSS e por meio de ligação para o telefone 135

    Para confirmar a notificação

     

    O cidadão notificado pode confirmar a informação ligando para o telefone 135

    Quando fornecer dados ao INSS:

     

    O INSS solicita dados pessoais quando é o próprio segurado que entra em contato

    Nesse caso, o órgão poderá solicitar CPF e nome da mãe para confirmação da identidade

    PROVA DE VIDA

     

    O INSS informou no final de fevereiro que retomará o bloqueio de benefícios por falta de prova de vida a partir de maio deste ano. O agravamento da pandemia, porém, ainda poderá mudar essa decisão.

     

    A retomada da exigência da fé de vida será de forma escalonada para evitar aglomerações nas agências bancárias.

     

    O cronograma para o retorno da prova de vida vai agrupar os beneficiários em sete lotes, organizados conforme o mês em que o prazo para a renovação de senha venceu.

     

    Os primeiros da lista são beneficiários cuja fé de vida deveria ter sido realizada nos meses de março e abril de 2020.

     

    Esse grupo, portanto, deverá realizar o procedimento em maio deste ano. Veja o calendário completo:

     

     

     

    Fonte: INSS (Instituto Nacional do Seguro Social)

Copyright © SINDFESP - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por E-Assis