SINDFESP - SINDICATO DOS FUNCIONÁRIOS DA FAZENDA DO ESTADO DE SÃO PAULO

Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017
FILIE-SE
 

HISTÓRICO

  • Este breve relato visa demonstrar aos filiados os passos mais importantes desta entidade.

    O Sindfesp (representante legal de todas as carreiras fazendárias, (áreas meio e fim), teve durante sua trajetória varias diretorias e denominações (Sicopesp - Sindfaz).

    Em 13 de agosto de 1990 a primeira diretoria desta entidade tomou posse através de uma AGE (Assembléia Geral Extraordinária) realizada em 11 de março de 1989 (sua fundação).

    O Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica foi aberto em 24/08/1989 e o Registro Sindical do Ministério do Trabalho foi concedido conforme publicação no D.O.U. de 25/01/1993.

    Sua primeira denominação foi Sicopesp - Sindicato dos Controladores de Pagamento do Estado de São Paulo, e sua primeira composição foi a seguinte: presidente: Carlos Roberto Mendes, vice-presidente: Luís Carlos de Barros, 1º secretário: Marli Mayumi Yuhi, 2º secretário: Sônia Regina Godines, 1º tesoureiro: Samuel ª Zanferdini, 2º tesoureiro: Maria José Cardoso, diretora cultural (patrimônio): Zulmira Tavares. Contou com a partipação de Conselheiros Fiscais e seus suplentes, Suplentes da diretoria. Esta composição acima descrita têm a finalidade de homenagear, resgatar a dignidade, respeito e admiração pelos pioneiros desta luta sindical, que com espírito empreendedor constituíram um sindicato para os Controladores de Pagamento que ao longo do tempo sedimentou-se abrigando toda a classe fazendária, pois a união agrega força.

    Um fato curioso é que em sua representação e em se tratando dos membros mais participativos desde o início até nossos dias, esta entidade sempre contou com o pessoal do interior.

    Sua primeira sede foi na cidade de Ribeirão Preto.

    Revendo todas as Atas registradas, pudemos constatar que as razões da constituição deste Sindicato são as mesmas dos dias atuais: Revalorização das Carreiras, Arrocho Salarial, Reestruturação, Busca por resultados, Reivindicações ao Secretário da Fazenda, Incorporações e aumento de percentuais de Gratificações/Prêmios. Notou-se também a falta de representatividade nas Regionais, falta de lideranças.

    Na gestão 1991 - 1992 continuou através de eleição a diretoria composta pelo sr. Carlos como presidente.
    Em 29 de agosto de 1992 através de uma Assembléia aprovou-se a alteração da denominação do Sicopesp para Sindfaz (Sindicato dos Fazendários do Estado de São Paulo), lutando por benefícios para toda a carreira fazendária, ficando a mensalidade dos filiados indexada em 1% do salário de um Controlador de Pagamento de Pessoal nível I.
    Em 03 de novembro de 1992 por votação de chapa única, assumiu como presidente a sra. Ignez Maida com uma nova composição de diretoria.

    Aos 07 de agosto de 1993 ocorreu uma AGO (Assembléia Geral Ordinária) na cidade de São Paulo, como sub-sede do Sindicato, aprovando a filiação da entidade a CUT (Central Única dos Trabalhadores).

    Em 02 de janeiro de 1996, após nova eleição de diretoria a sra. Ignez foi reeleita como presidente.

    Em 01 de fevereiro de 2000 tomou posse como presidente a sra. Ednilsa do Carmo Mendes de Camargo, com uma nova composição de diretoria.
    Em 18 de março de 2000 ocorreu uma Reunião Extraordinária do Conselho de Representantes que decidiu pela alteração da nomenclatura da entidade para Sindfesp (Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos da Secretaria de Estado dos Negócios da Fazenda do Estado de São Paulo) e decidiram que a nova sede seria definitivamente em São Paulo.
    Em 16 de junho de 2000, através de Reunião Ordinária da Diretoria, estabeleceu-se o funcionamento do sindicato que seria de atendimento ao publico/filiados: segunda a sexta-feira das 8h30 às 17h00.

    Cabe ressaltar que em 23/02/2002 foi realizada uma AGO, utilizando a sede da Força Sindical, onde através de votação aprovou-se a filiação da entidade nesta Central Sindical, desligando-se a CUT. Neste dia ocorreu um fato que fugiu da pauta e que cabe aqui ressaltar, pois nos dias atuais sua repercussão está sendo veiculada e disseminada: houve um questionamento de desunião da classe fazendária, e pediu-se uma votação para uma separação das classes, principalmente a dos Taats. (Técnicos de Apoio a Arrecadação Tributária), diante de tal fato foi realizada a votação que democraticamente votou pela UNIÃO das carreiras.

    Em 02 de janeiro de 2003 foi reeleita como presidente a sra. Ednilsa, com alteração parcial da composição da diretoria anterior.

    Em 27 de abril de 2004 asumiu a presidência o sr. Sérgio Nicoleti Júnior, vice-presidente da entidade em virtude de impedimento da titular.
    Diante de uma reforma sindical conclamamos a todos servidores e funcionários públicos da Sefaz a participar conosco (Sindfesp) desta luta por melhores condições de vida (funcional) e conseqüentemente de vida social (qualidade de vida). Tal reforma vai nos trazer data-base e melhor argumentação para negociação.

    Atenciosamente,
    Diretoria.

Copyright © SINDFESP - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por E-Assis